H&M e a representatividade

14:04:00


Um dos maiores objetivos do blog ao falar de moda é não só mostrar tendências e inspirações, mas também mostrar que com ela podemos nos expressar, diversificar, ser livres e acima de tudo afirmarmos nossa identidade, não importando a sua cor, raça, tipo físico ou gênero, e por isso não poderíamos deixar de comentar a nova campanha de Inverno da H&M que talvez seja a mais inclusiva da marca até hoje.

Aproveitando a vibe anos 70 que está super em alta, com suas formas, tecidos esvoaçantes e estampas florais, a marca reuniu um casting bem diverso –e maravilhoso- para representa-los. Nomes como Pum Lefebure, Fatima Pinto, Paloma Elsesser, Cajsa Wessberg, Neelam Gill, Arvida Byström, Jillian Hervey e Pernille Teisbaek e a modelo trans Hari Nef foram escalados para representar que a beleza existe em todas as formas, cabelos, corpos e idades.

"Celebrar as peculiaridades, a graça e o estilo das mulheres é algo inerente à minha personalidade. Por isso, eu amo o fato da H&M ter nos convidado a reinventar a clássica música She's a Lady, de Tom Jones, com um toque contemporâneo, em uma versão que fala com cada uma de nós diretamente", diz a cantora Jillian Hervey para a ELLE americana, uma das participantes do projeto.

Assista ao vídeo:


Vale destacar que não é a primeira vez que a H&M bate na tecla da representatividade, em campanhas anteriores, foram escolhidas Caitlyn Jenner, uma transexual de 66 anos –integrante do clã Kardashian- como modelo e também Ashley Graham, modelo plus size bombadíssima nessa categoria mas que começou a conquistar seu espaço entre as grandes marcas.

 Reprodução/H&M

Reprodução/H&M

Essas campanhas elevam a um grau muito maior o conceito de representatividade na moda, e mostra que finalmente as marcas estão abrindo o olho e percebendo que, existem corpos, cores, cabelos e estilos diferentes, e que insistir em um padrão inalcançável para muitas pessoas é um grande erro e perigo para a marca. 

Posts Relacionados

22 comentários

  1. Estamos precisando de mais atitudes abertas de empresas e marketing concentrado nessa área, pois ainda possui MUITO preconceito no mundo todo. Vejo diariamente casos ridículos de humilhação e total desrespeito com o próximo :( isso entristece demais!
    Adorei você mostrar por aqui essa nova campanha! Parabéns pela iniciativa! Beijo,
    www.setevidasfelinas.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu como estudante de publicidade acho um absurdo algumas marcas insistirem em alguns padrões e excluírem outros. A luta para que isso mude tem que ser diária, por isso sempre que possivel vou trazer esse assunto pra cá!
      Muito obrigada pela visita e pelo comentário!

      Excluir
  2. Eu acho que todas as empresas deveriam apostar mais nessa representatividade sabe? É uma pena que nossa sociedade ainda seja cheia desses preconceitos em noção! Gostei muito da proposta da H&M e gostei muito da sua iniciativa de mostrar isso aqui blog, parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim! O Preconceito é o mal do século e é um absurdo que as marcas ainda não tenham entendido isso! Por isso sempre que alguma marca começar a olhar diferente a gente tem que mostrar e divulgar!
      Muito obrigada pela visita e pelo comentário!

      Excluir
  3. Fico feliz que as empresas estão percebendo que há outros estilos, que a diversidade deve ser enaltecida, e que todos nós temos espaço no mundo da moda! =)
    Beijoos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já era hora, né!? A galera tem que entender que ao abraçar as diferenças, o público cresce e todos ganham espaço!
      Muito obrigada pela visita e pelo comentário!

      Excluir
  4. Se todas as marcas fizessem o mesmo, com certeza o mundo da moda seria milhões de vezes melhor!!
    Beijos
    BlogCarolNM
    FanPage

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza! Imagina que maravilhoso uma industria da moda que sabe que nem todo mundo veste 36!? Um sonho! Mas enquanto não é a realidade, vamos batalhar pra isso, né!? hahahaha
      Obrigada pela visita e comentário!

      Excluir
  5. Que legal esse post,e super interessante por sinal.
    Com certeza,deveriam abrir mais portas para a moda.
    Gostei bastante do poste do teu blog ;)

    https://novidadesestardoll.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, Mariana!
      Sim, tá mais do que na hora da industria da moda abrir a porta para todos!
      Muito obrigada pela visita e pelo comentário!

      Excluir
  6. Sabe que eu acho chato a gente ter que ficar admiradas por uma marca estar dando espaço para todos os tipos de mulheres, ou simplesmente notar essa diferença. É como o respeito - normalmente ficamos surpresas de sermos tratadas com respeito, quando na verdade era para ser uma coisa bem normal. E isso me deixa um pouco desanimada, porque me faz ver o quão longe estamos de um tratamento ideal.
    Claro que, por isso, eu fico feliz em ver uma marca tão grande abordando um pouco da questão e concordo com os pontos que você trouxe no post. Vamos torcer para que a gente veja muitas vezes ainda coisas assim, até que elas se tornem normais, como, em essência, deveriam ser. :)
    Beijos,
    Bru
    Blog Moderando

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Siim, eu também me incomodo um pouco com isso, da gente ter que mostrar uma marca que se importa com as diferenças como uma marca "diferentona e inclusiva" sendo que na verdade todas deveriam ser assim! Mas como não é nossa realidade, a gente tenta mostrar as que fazem a diferença pra incentivar as que excluem a fazer o mesmo! Tomara que não demore muito tempo, né!? haha
      Muito obrigada pela visita e pelo comentário!

      Excluir
  7. Que delícia de propaganda, gente! A música é super gostosa, a reação das modelos é sempre ótima, todo mundo com alguma "coisinha" que é visto como diferente pela sociedade mas que, tenho fé, em breve vai finalmente ser tido como normal. Por isso a gente precisa de campanhas representativas assim, pra acelerar esse processo que no mundo ideal nem deveria existir!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma delicia né? Também amei a música, essa versão ficou demaaais!
      Também tenho fé que um dia a gente vai olhar para as marcas de uma maneira geral e conseguir se identificar, mesmo não fazendo parte de um padrão! Amém que assim seja! hahahahah

      Excluir
  8. Gostei muito da proposta da H&M. São realmente poucas marcas que buscam representar públicos diversos, então as poucas que fazem isso merecem destaque. Ainda há muito o que evoluir, mas aos pouquinhos as coisas vão mudando, porque cada vez mais há projetos de uma moda representativa e inclusiva. Beijão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, finalmente as marcas estão começando a entender que a exclusão só os prejudica! De pouco em pouco as coisas vão mudando, e é nossa parte divulgar e espalhar pro mundo, quando uma marca propõe essa mudança, só assim começamos a moldar opiniões diferentes e mais inclusivas!
      Muito obrigada pela visita e pelo comentário!

      Excluir
  9. A H&M é uma das minhas marcas favoritas e que, realmente, tem evoluído imenso nos últimos anos! Amo de mais as campanhas deles :)

    Beijos,
    Joana Freitas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma das minhas marcas preferidas também, e com essas campanhas representativas, só tem aumentado ainda mais o amor! hahaahha
      Obrigada pela visita e pelo comentário!

      Excluir
  10. isso sim que é propaganda... não parece uma hahaha
    sabe que a moça mais linda pra mim é a "fora" dos padrões de beleza?! (a gordinha)
    parabens pela analise e por post!
    beijos e tudo de bom o/


    http://www.nanalaraujo.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Né? Chega a ser deliciosa de assitir! hahahaha
      Eu também sempre babo nas gordinhas (até porque sou, e me sinto representada), dá até vontade de ir pro banheiro e me amar na frente do espelho igual a ela! hahahaha
      Muito obrigada pelo post e pelo comentário!

      Excluir
  11. Não sabia da nova campanha da H&M, achei maravilhosa! Com toda a certeza, é a mais marcante dela. Precisamos disso no nosso mundo de hoje, apoiar o "diferente", deixar todo mundo ser do jeito que quiser ser. Deixar de lado os padrões de beleza e ser feliz do jeitinho que quiser! Amei, amei. E esse vídeo? Demais! Mostrou tudo em pouco tempo.
    Beijos,
    radioactivebookss.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Deixar todo mundo ser do jeito que quiser ser." É exatamente issoooo! Seria meu sonho? Sim seria! Mas estamos indo a passos lentos e toda e qualquer mudança é digna de comemorar! Por isso amei tanto essa campanha!
      Obrigada pela visita e pelo comentário!

      Excluir

Posts Populares

Curta no Facebook!

Receba novidades por E-mail!